Amanda Lopes

Fundou a produtora Fotossíntese Filmes, através de sua pesquisa desenvolveu a plataforma Mulheres Audiovisual em 2016 durante seu TCC. Professora de matemática e artes para o Governo do Estado de São Paulo. Mestra em Comunicação Audiovisual pela Universidade Anhembi Morumbi (2020) Bacharel em Cinema e Audiovisual pela Universidade Anhembi Morumbi (2016) Bacharel em Administração de Empresas pela Universidade São Judas Tadeu (2009) Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Cinema, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema, mulher, comunicação, curtas metragens e debates.

Minha Carne

Clipe oficial da música Minha Carne, de Preta Ferreira Ela fez uma música linda; MINHA CARNE e hoje lança o clipe com mais 50 mulheres nele, às 19:00 na ocupação 9 de julho. No dia da morte de Marielle, a Preta vai lançar um clipe com mulheres quilombolas, negras, indígenas e trans. São 117 armas na casa dos milicos que atiraram em Marielle, são 20 depósitos do Queiroz, mais de um milhão de reais movimentados em um ano sem justificativa e arquivado pelo STF, são 40 mil "emprestados" por Bolsonaro. Mas, as Marielles, elas são incontáveis tanto no dinheiro quanto no número e na força. Marielle virou semente, virou samba, virou indígena, quilombola, virou Preta Ferreira e tantas outras mil nesse Brasil todo.