Ayiosha – Quer Casar Comigo?

Mulheres destacadas nesta obra

O projeto nasce a partir do desafio de montar um videoclipe em cima da música “Quer Casar Comigo?”, do Netinho de Paula. Já no início do processo de criação, eu trouxe questões em cima da música e do compositor, que é conhecido pelos seus relacionamentos abusivos com as ex companheiras.
A dificuldade de reproduzir aquela música e seus pensamentos machistas e misóginos, me levaram a criar uma nova versão, algo que fosse condizente com o que penso neste momento forte da luta pela liberdade de gênero.
O videoclipe retrata de forma metafórica um relacionamento abusivo, questionando a posição dos homens como agressores e das mulheres como submissas da relação.
O intuito é que cada vez mais nós, mulheres, tenhamos respostas para esse tipo de música que nos rodeia há séculos e só reforça um pensamento ultrapassado que avalia e observa a mulher apenas como objeto, seja para o prazer masculino ou para cumprir as tarefas da casa.
Estamos cansadas de ouvir e fingir que está tudo bem. Não está tudo bem! Hoje ELES vão ter que NOS ouvir!
#MULHERESRESPONDEM #AYIOSHA

Drama – 00:04:26- São Paulo, Brasil, 2017.

Direção AYIOSHA
Roteiro Gabrielle Lopes e Alan Gustavo
Direção de Produção
Direção de Som
Direção de Arte Bianca Monteiro e Wagner Pereira
Direção de Fotografia Alan Gustavo
Edição ou MontagemAlan Gustavo
Atriz Protagonista AYIOSHA

 

Sinopse
O projeto nasce a partir do desafio de montar um videoclipe em cima da música “Quer Casar Comigo?”, do Netinho de Paula. Já no início do processo de criação, eu trouxe questões em cima da música e do compositor, que é conhecido pelos seus relacionamentos abusivos com as ex companheiras.
A dificuldade de reproduzir aquela música e seus pensamentos machistas e misóginos, me levaram a criar uma nova versão, algo que fosse condizente com o que penso neste momento forte da luta pela liberdade de gênero.
O videoclipe retrata de forma metafórica um relacionamento abusivo, questionando a posição dos homens como agressores e das mulheres como submissas da relação.
O intuito é que cada vez mais nós, mulheres, tenhamos respostas para esse tipo de música que nos rodeia há séculos e só reforça um pensamento ultrapassado que avalia e observa a mulher apenas como objeto, seja para o prazer masculino ou para cumprir as tarefas da casa.
Estamos cansadas de ouvir e fingir que está tudo bem. Não está tudo bem! Hoje ELES vão ter que NOS ouvir!
#MULHERESRESPONDEM #AYIOSHA.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Isso deve te interessar

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *