Suzana Amaral

Suzana Amaral

Nasceu dia 28 de março de 1932, em São Paulo. Roteirista, diretora, crítica e professora, inicia sua carreira no final da década de 60, já mãe de nove filhos e quase avó, presta vestibular para Cinema na Escola de Comunicação e Arte da USP (ECA-USP), concluindo em 1971, neste período realiza os curtas-metragens “Eu sou Vocês, Nós Somos Eles”, “Semana de 22” , em 1970, e “Sua Majestade” e “Piolin” em 1971. Concluída a graduação, cursa sua pós em direção na Tisch School of the Arts da New York University (NYU), e o curso de atuação e direção de filmes no Actor’s Studio, também em Nova York.Finaliza seu mestrado em 1979 com o documentário “Minha Vida, Minha Luta” , e conquista o prêmio de melhor média-metragem no Festival de Brasília.
Seu primeiro longa-metragem, baseado no romance de Clarice Lispector, “A Hora da Estrela” (1985), cujo o roteiro e a direção são feitos por ela, recebe muitos prêmios nacionais e internacionais como o Urso de Prata de melhor atriz para Marcélia Cartaxo no Festival de Berlim,doze prêmios no Festival de Brasília, prêmio no Festival de Havana, participações e prêmios em festivais europeus, asiáticos e latino-americanos, além da condecoração com a Ordem do Rio Branco, em 1990, pela contribuição do filme à divulgação do Brasil no exterior.
Preside comissões julgadoras de festivais internacionais, entre eles o de Havana (1987) e de Berlim (1990) e participa de conferências nos Estados Unidos, Espanha e Alemanha.
Em 1992, dirige a minissérie “Procura-se”, para rádio e TV Portuguesa. Dirige também filmes institucionais e comerciais para empresas produtoras, como a campanha “Gente Que Faz”, do banco Bamerindus. Trabalha como crítica de cinema para o jornal Folha de S.Paulo e também compõe o juri da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em várias edições.
Em 2001, filma o longa-metragem “Uma vida em segredo” e volta a dar aulas de cinema na ECA/USP e, no ano seguinte, na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Finaliza seu terceiro longa-metragem “Hotel Atlântico” em 2009, baseado no livro de João Gilberto Noll (1946).No mesmo ano é homenageada no Festival de Toronto em seção dedicada aos mestres do cinema.* Texto por Ana Izidoro

(Visited 3 times, 1 visits today)
Born on: 28/03/1932

Videos